Se Liberte! Cacheie

Modinha ou Aceitação?

Fazemos parte de um mundo onde é necessário acompanhar toda a moda, um que é um fato que parece já estar consumado, passamos toda um vida acreditando que devemos nos encaixar nos esteriótipos do cabelo perfeito, e quando se é uma pessoa negra, esse problema aumenta, passamos a acreditar que nossas caracterizaras e a maneira que nascemos é a errada e devemos nos encaixar da melhor maneira possível.

Passei anos alisando meu cabelo, e mesmo assim deixava ele preso, porque eu simplesmente não me sentia bem comigo mesma, as pessoas diziam que era o melhor, mas pra mim, nunca foi, me sentia triste e pouco aberta ao novo, minhas características no meu ponto de vista eram feias e tudo que queria era estar igual aquela linda garota da nova novela das oito ou de algum seriado estrangeiro.

Porém, eu resolvi voltar com meus cachos, foi dois anos que para mim foram complicados e bastante difíceis, me sentia diferente, o modo que meu cabelo nascia trazia um dor, mas tentava me fazer forte, até que após esses anos, fiz o BC – corte grande – tive que ouvir muitas, principalmente que “estava voltando com o cabelo cacheado porque estava na moda” algo que não imaginava que as pessoas falariam.

“Mas afinal, é modinha ou aceitação?” Essa pergunta vivia na minha mente, doía bastante saber que tudo não adiantaria e quando chegasse a nova temporada, voltaria ao que era antes, as pessoas me julgavam porque estava me aceitando, mostrando quem eu era e como me amava do jeito que sou, mas isso se tornou um problema para mim e para minha consciência.

Sei que muitas vem voltando porque viu o cabelo de uma atriz na televisão, assim como sei que os cachos vem se tornando cada vez mais aceito, já que até vinte anos atrás, ter um cabelo crespo não era bem visto, porém, essa aceitação é falha, os cachos são abertos, grande parte sem volume e controlados, fazendo assim com que pessoas que não tem esse tipo de cabelo, não sejam aceitas ou não se sintam bem consigo mesma.

A transição é uma fase de aceitação pessoal e interna, sem se deixar levar pelo que o resto do mundo diz, é só você, se aceitando e amando a si própria. Tudo isso não envolve uma moda, é algo pessoal, indo muito além do que grande parte das pessoas esperam, principalmente porque quando a raiz começa a parecer, os sentimentos de culpa e confusão tendem a aumentar.

Algo tão forte e tão complexo não faz parte de uma moda, nunca fez e nunca fará parte, mas não significa que não é necessário força de vontade, paciência e paixão – além de bastante amor próprio, e mesmo que não tenha, conseguirá conforme o crescimento, confie em mim -, essa é uma das fases mais duras, porque cortar o cabelo vai ser a pior, vai precisar de tudo que falei, e mais a coragem vinda de um universo paralelo – acredito eu – então, força é o principal. Não se preocupe em acompanhar a moda, apenas se aceite.

14 Comentários

  • Reply
    Aline Lima
    14 de setembro de 2017 at 12:10

    Fiquei emocionada com seu post porque entendo bem essa situação, embora os cachos do meu cabelo não sejam como os do seu e de muitas amigas negras. Eu acredito que grande parte desse processo seja consequência da aceitação e, como muitas mulheres têm cabelo cacheado, mas só agora estão ressaltando eles, as pessoas acabem tachando como modinha. Quando adolescente, sempre alisava as madeixas para ir nas festas porque era isso o que as meninas faziam para ficar bonitas, até que, um dia, meu amigo simplesmente disse que eu era muito mais bonita com meus cachinhos. Isso me fez pensar se eu alisava o cabelo porque eu realmente queria ou para que os outros me achassem bonita (e nem isso estava dando certo). Bom, nunca mais alisei meu cabelo para nada e decidi que, a partir daí ia ter cachinho sim! Agora invisto no cuidado dele, utilizando os produtos adequados.

    • Reply
      Thalya Beloti
      14 de setembro de 2017 at 13:18

      Guria acho que vai al em da modinha, é aceitar quem você é e lutar pelo seu espaço. Existem muitos estereótipos e muita gente seguindo o padrão imposto pelas mídias e nos precisamos quebrar isso, seja pelo seu cabelo, pelo ser corpo ou pela sua roupa. Se todo mundo se aceitar esse padrão não vai mais ter força.

  • Reply
    Shir Matos
    14 de setembro de 2017 at 13:14

    Nossa seu texto me tocou muito. Sou cacheada e faz um ano que realmente voltei as origens. Antes só vivia com ele preso e liso pois eu não sabia e não tinha paciência para cuidar dos cachos. Agora estou investindo mais nele e ele está muito lindo. Com o passar dos anos muitas pessoas acham que é modinha mesmo e querem fazer igual.

    Beijos

  • Reply
    Fernanda
    14 de setembro de 2017 at 14:36

    O meu cabelo é um liso cacheado, mas eu não gosto dele cacheado, mas não seria uma modinha. Não gosto de esterótipos, eu devo ter algum TOC porque gosto de tudo que é diferente. Cabelo, roupas, sapatos e etc.. No meu trabalho tem o lance do uniforme, todos os dias eu olho para ele fico lá enfurecida porque tenho que usar ele e porque não usar as minhas próprias roupas. Acabo saindo de casa sem ele.. tem pessoas que amam usar uniforme, mas eu não sou uma dessas.. não sei o que eu consigo passar o que eu sinto..

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

  • Reply
    Amanda Hauane
    16 de setembro de 2017 at 13:01

    Acho as suas inquietações compreensíveis, eu mesma me questiona quando voltei para os cachos, e poe mais que a sociedade “opressora” me dizia que não passava de moda, eu sabia que essa era a melhor escolha, eu não me importo que isso seja considerado modinha, desde que ajude outras pessoas como eu e você a se libertarem.
    beijos

  • Reply
    Gleicy Martins
    16 de setembro de 2017 at 15:47

    Texto lindo. As pessoas confundem muito isso é ‘modinha’ ou ‘aceitação’. Tenho cabelo cacheado, mas faço chapinha e amo ele assim. Acho que cada um tem que ser do jeito que se sentir bem.
    Amei o post. Parabéns pelo Blog. Beijos

  • Reply
    Renir fonseca
    18 de setembro de 2017 at 19:56

    perfeito seu texto, tenho o cabelo cacheado nunca alisei pq sempre gostei de mudar, tem dia que quero ele liso chapado, no outro so ondulado e acredite se quiser nos meus dias auto astral gosto deles no natural.

  • Reply
    Júlia Lima
    18 de setembro de 2017 at 22:03

    Amor próprio é o que deveria predominar durante toda essa situação. Quando eu estava em transição foi meio difícil de voltar as origens e aceitar o liso misturado com cacheado. Hj é puro arraso e eu amo!

  • Reply
    Karina Fagundes
    19 de setembro de 2017 at 02:18

    Guria eu já disse como amo os seus textos? Amo a forma como se expressa <3
    Sobre modinha ou aceitação eu espero que as pessoas que estão abraçando como são é por aceitação. Mas, sim talvez por ter visto uma atriz famosa assim numa novela a pessoa foi lá e se aceitou isso também é um ponto positivo, pois ela pode com o tempo abrir os olhos e se amar. Meu cabelo não é liso, não é ondulado e nem cacheado. Meu cabelo tem cachos grossos na ponta, raiz mais ondulada e pela quantidade grande de cabelo ele é super armado. Antes eu abusava da chapinha por conta dos apelidinhos dos colegas (um dos exemplos é falar que não escovei/lavei meu cabelo ou que encostei meu dedo na tomada) enfim. Ainda uso chapinha, mas apenas na raiz e talvez um dia eu aprenda a domar meu cabelo, usar produtos corretos para meu cabelo. E sobre o seu cabelo eu acho ele super lindo <3 Minha avó e minha cunhada tem o mesmo tipo de cacho <3
    (sempre exagero nos comentários hahahah)

  • Reply
    Luh Dantas
    24 de setembro de 2017 at 17:33

    Seu cabelo é lindo! Devemos nos aceitar como somos, embora eu ache lindo cachos e sonhe com meus cabelos assim (coloco bobs para cachear rsrsrs…). Vou mostrar teu texto para uma aluna minha que está na transição e para está bem difícil. Beijos!

    http://www.solteirasnoivascasadas.com

    🙂

  • Reply
    Larissa Dutra
    7 de outubro de 2017 at 17:14

    Olá, tudo bem? Seu cabelo é lindo, precisamos nos aceitar como somos… Adorei o teu texto!

  • Reply
    Denise Mendonça
    9 de outubro de 2017 at 21:14

    Falou tudo, acho lindo cabelos cheios antigamente quando criança eu tinha o cabelo bem enrolado ou meio indefinito mais eu tinha uma amiga do cabelo bem cacheadinho eu lembro que eu pedia para minha mãe enrolar o meu cabelo =D Mas nunca ficava igual. Resumindo eu acho que é a aceitação entrando na moda. Big beijo
    http://www.denisemendoncablog.com.br/

  • Reply
    Graciane
    14 de outubro de 2017 at 23:33

    Independente de ser modinha o importante é se aceitar, o período da transição é muito difícil e é preciso ter foco! Se aceitar e não ligar para o que os outros falam…

  • Reply
    Luana Souza
    15 de outubro de 2017 at 13:52

    Acredito que o que falta muitos nas pessoas é empatia, se colocar no lugar do outro. Eu não ouvi de ninguém que estava entrando na “modinha’ de ter cabelo cacheado (fiz o BC ano passado), mas sabia que todo mundo me olhava estranho, se perguntando o porquê de eu ter largado o alisamento.
    O que muita gente considera “modinha”, é aceitação, como você mesma disse. Acontece que foi nesse momento que muita gente teve coragem de se assumir da maneira que é, e isso é ótimo. No meio de tantas coisas ruins, tem detalhes bons 🙂

    Adorei o seu texto, chuchu! Você sempre escreve muito bem <3
    Beijos :*

Deixe um comentário