Blogesfera

E o crescimento?

Quando começamos a blogar, quando criamos um blog, muitos pensamentos vem a nossa mente principalmente o porque do blog da Fulaninha ter mais seguidores e comentários que o seu, até porque, ela começou bem depois e ele cresceu absurdamente, não é mesmo? Mas aí vem o odiado porém, aquela tão odiada palavra que em seguida mostra tudo que a tão odiada Fulaninha fez.

Meu primeiro blog nasceu quando tinha onze anos, sim, já tem quase oito anos desde que eu criei eu primeiro lugarzinho para ser feliz, depois que muitos problemas que passei, hoje, também conhecido como bullying, criei eu lugar para ser um lugar pra dividir minhas frustrações, aquela banda incrível que conheci, aquele livro que se tornou meu amorzinho, dentre outras coisas, e conforme o tempo foi passando aprendi a melhorar minha escrita, meu layout, e assim fui tendo milhares de outros blogs Algo Para Guardar, Rainbow Azure, Feita de Mármore, Delicate Kawaii – se me conheceu nesses dois últimos, rebobina, esquece tudo que leu e continua porque eu melhorei!

Depois de conhecer diversos blogs, blogs maravilhosos com potencial para crescer e se tornarem imensos, porém – essa palavra sempre está ali destruindo sonhos -, pararam ou simplesmente não melhoraram, seja seu layout, no modo de escrita, no corpo do post, eles não conseguiram evoluir, e assim, se perderam em meio a todos os outros.

Existem tantas coisas que é necessário para o melhoramento e o crescimento de um blog, mas logico, sem perder a essência daquele inicio, daquele pequeno que era cheio de amor, companheirismo e amizade, mas é necessário crescermos, e isso inclui nós mesmos no nosso interior, porque por experiencia própria, como eu, uma jovem aos dezessete anos estaria morando sozinha em outro estado sem um amadurecimento pessoal? Crescer com o blog significa crescer tanto no conteúdo quanto dentro de si mesmo. Mas sinceramente se veio aqui com o intuito de saber como fazer seu blog crescer de um dia para o outro, sinto dizer, mas fórmula mágica ainda não existe, porém, ainda temos como divulgar, interagir, entre outras coisas.

A odiada Fulaninha divulgou, passou horas em frente ao computador para fazer um ótimo post e igualmente para ter seu layout único e além disso, se dedicou, aprendeu HTML sozinha, apenas com os tutorias – que amamos – na internet. Então façamos assim, para de olhar o blog alheio, para de julgar e olhe o que o seu precisa melhorar, estude, conheça, melhore a escrita – ela é realmente importante, e não me canso repetir –, além de amadurecer como pessoa, fisicamente e emocionalmente. Faça o seu melhor, e quem sabe assim, ele não apenas cresça, mas você também, junto dele, com cada post, cada palavra, cada dica, cada alegria ao vê-lo crescer e a cada conquista.

You Might Also Like

16 Comentários

  • Reply
    Minda Silva
    21 de setembro de 2017 at 15:33

    Gostei e achei muito bacana seu texto onde relata uma realidade de quem é blogueiro (a), faz a gente voltar no começo de tudo e colocar em nossas cabecinhas que apesar de varias dificuldades que ocorrem quando se quer ter um, serve e muito como um aprendizado para nós mesmo

    Bjs (•_•)

  • Reply
    Juliana Alves
    21 de setembro de 2017 at 20:44

    Já disse no outro post, mas vou reforçar… Vc escreve muito bem! Tô amando seus textos. Tbm acho muito importante crescer com o blog e com a qualidade de tudo, mas sem perder a essência, que torna cada blog único <3

  • Reply
    Ana Marcia
    21 de setembro de 2017 at 20:49

    adorei o seu post, ele é muito bom pra quem bloga. As vezes a gente acaba dando uma olhadinha no blog alheio e se pergunta o que devemos fazer para nosso blog crescer também. eu acho errado ficar invejando o número de comentários e o blog em si de uma outra pessoa. se o blog da fulaninha é bonito, os posts são bons é porque essa pessoa se esforçou para tal. se esforçar é fundamental assim como colocar a mão na massa!

  • Reply
    Maria Rafaela
    21 de setembro de 2017 at 21:22

    Realmente esse negócio de ficar olhando o trabalho do outro e diminuindo o seu é o passaporte pro fundo do poço. Esse mundo da blogosfera requer muito esforço. Não é fácil chegar no topo e ser reconhecida..precisa de muita dedicação e ficar só prestando atenção no trabalho do outro não vai ajudar. Adorei a sinceridade.

  • Reply
    Luisa Martins
    21 de setembro de 2017 at 21:23

    É como dizem: se a grama do vizinho parece mais verde, talvez seja porque você passa tanto tempo olhando pra dele em vez de regar a sua. Infelizmente não tenho tido tempo para divulgar meu blog tanto quanto deveria, mas não é por isso que tenho que olhar os colegas com inveja. Estamos todos atrás do mesmo objetivo e o céu tem espaço para muitas estrelas, não é mesmo? Sucesso pra você e obrigada por esse texto inspirador!

  • Reply
    Andressa
    21 de setembro de 2017 at 22:16

    Olha eu estou sem ter o que dizer… É como se vc me conhecesse me descreveu muito neste post.
    Bjs

  • Reply
    Luana Souza
    22 de setembro de 2017 at 00:55

    Acho que a lição que você trouxe para o post se aplica a muitas coisas da vida. Às vezes as pessoas olham tanto para a outra pessoa, se concentram tanto em achar a felicidade alheia errada, e se esquecem de olhar para si mesma e tentar melhorar, tentar ser mais feliz e colocar expectativa em cima das coisas boas que já tem. Hoje, percebo que eu só comecei a ter pessoinhas verdadeiras no meu blog depois que parei de olhar para outros e comecei a me conhecer melhor. Me tornei uma blogueira bem peculiar, mas estou feliz com isso 🙂 Parabéns pelo texto!

  • Reply
    Ana
    22 de setembro de 2017 at 09:33

    Pois é, pessoas acham que é fácil, que é só colocar qualquer coisa e ta pronto. Mas você deu uma bela lição nesse post

  • Reply
    Gleicy Martins
    23 de setembro de 2017 at 10:24

    Adorei o texto. Me identifiquei muito. Conta a realidade que nos blogueiras vivemos. Amo seu blog, e estou sempre aqui. Beijos

  • Reply
    Denise Mendonça
    24 de setembro de 2017 at 12:25

    Disse tudo exatamente isso. Quando começamos pensamos em crescer rápido haha! 1 ano para aprender que rápido não é a palavra certa e sim posts com perfeição cresci muito em um ano agora nesse segundo ano tive experiencias felicidade e aprendi muitas coisa com meu pequeno blog. O crescimento esta vindo aos poucos. Sei que quando começar a bombar mesmo algumas fulaninhas vão pensar nossa como você cresceu rápido, mas nunca saberá quanto custou o seu esforço para crescer. big beijo http://www.denisemendoncablog.com.br/

  • Reply
    Marcinha Nunes
    24 de setembro de 2017 at 13:59

    Que post maravilhoso e melhorar é um exercício de vida diário não só no blog como na vida…devemos parar de nos preocupar com a vida ou invejar o sucesso do outro parabéns pela objetividade do texto bjs

  • Reply
    Alécia Magalhães
    24 de setembro de 2017 at 18:31

    Linda analise….de fato quem cresce tem sua história…
    Quantos blogs, vc já teve hein???
    Parabéns que cresça mais e mais
    Gostei, muito legal.
    Blog ArroJada Mix

  • Reply
    Karina Fagundes
    25 de setembro de 2017 at 02:37

    Eu me indentifico um pouco com sua jornada na blogosfera só que um pouco diferente. Eu comecei a blogar pela mesma razão que tu, eu era diferente e sofria bullying por ser assim. Mesmo assim por fora eu sempre pareci muito aberta com minha vida, mas sempre guardei uma pequena parte minha e precisava despejar em um lugar. Criei primeiro um blogger aos 12, não deu certo e aí uma amiga gringa fez um tumblr e na época ele não era conhecido aqui no Brasil, mas achei incrível a estética daqueles blogs, das fotografias e o fato de expor seus sentimentos sem necessariamente saberem quem é você. Aí fiz o meu onde postava meus textões, minhas montagens com gifs, textos e minhas fotos (virei uma das famosonas da época que ninguém deve se lembra (eu era a “garota da mochila azul” hahahah). Aí exclui pela rede social começar a mudar de rumo e os “companheiros/amigos tumblrs” saírem também por estarem entrando na facul. Aí senti que precisava de um lugar mais uma vez, fiz 3 blogs que desisti no primeiro mês. Agora esse ano consegui fazer esse que está crescendo <3
    (sempre faço textões nos seus comentários hahahha)

  • Reply
    Bárbara Oliveira
    25 de setembro de 2017 at 13:02

    Boas dicas, Daianny!
    Eu estou um pouco mais de tempo por aqui pela blogosfera e senti na pele essa necessidade crescer com o blog. E o interessante, é que não estamos falando sobre crescer no “mercado blogosfera”, mas na boa e velha blogosfera que era espaço de tudo isso: companheirismo, trocas de experiências, dicas…
    E sim, até para isso precisamos crescer! E foi o que aconteceu comigo: tive meu blog “fixo” dos 16 aos 25 anos, antes eu pipocava de “nome em nome” desde os 12 anos +-. Mas, dentro desse tempo em que passei no blog Cores da Luz, eu cresci muito e vi a blogosfera crescendo junto, porém eu não sabia como acompanhar e percebi, então, que o caminho era recomeçar do zero. E assim fiz, esse ano renasceu o “Vestida de céu” e eu ainda tenho MUITA dificuldade para aperfeiçoar o layout e leio/leio/me arrisco/leio e a dificuldade fica ali. Porém, hoje eu consigo me dedicar mais aos posts, me dedicar a divulgação honesta entre nós mesmos (por que é esse tipo de interação que busco sempre entre leitores/escritores de blogs) e pensando sempre em como superar minhas dificuldades pra ver o blog digno do meu esforço e do meu cuidado com ele. Não é fácil, principalmente quando se tem alguma dificuldade “internátuca”. rs Mas, com atenção ao que se faz e dedicação em buscar e trazer sempre o melhor para si, para o blogosfera, para os leitores/colaboradores sei que podemos ir sempre mais longe. E devemos também ter em mente o que significa ser esse longe: é ser uma “digital influencer”, é ter uma rede criativa e consolidada de leitores e blogs bacanas, é poder fazer do blog seu trabalho. Quando explicitamos nosso desejo e colocamos como meta, somos capazes de crescer na “direção certa”, na direção da nossa alegria e crescimento pessoal de quem conquista os próprios sonhos! Como você exemplificou com sua mudança do RJ para o Paraná para estudar e seguir na vida adulta.
    Quando fazemos do blog uma extensão das nossas experiências pessoais podemos crescer com o blog e fazer ele crescer conosco! Afinal, sempre chega o momento de “honrar as calças” que vestimos. hehe
    Beijos

  • Reply
    Graciane
    1 de outubro de 2017 at 13:20

    Adorei o texto, temos que olhar pra frente, e não para os lados, subindo um degrau de cada vez

  • Reply
    Luiz Alberto Portes
    4 de outubro de 2017 at 11:00

    Olá! Já deixei aqui meu registro em outra oportunidade, do quanto seu blog é pura alma. Tem um ar todo especial aos meus sentidos, pois é minimalista e mais importante, tem conteúdo no seu escrito. Você está de parabéns e sempre, sempre mesmo, o agora é nosso melhor tempo. Beijos.

Deixe um comentário